Featured Post

Conversas da merda que se deram por volta de 2011-2015

(o tempo de uma legislatura) ( 1. A propósito: «A qualidade da prótese» - neste «blog» em 2012/01/13; 2. Ainda a propósito: «Roberto...

Tuesday, April 30, 2013

Um poema por dia durante o mês de Abril - Dia 30

(ou quase isso) 

Era uma vez um lápis...

O desenhador pegou num lápis lilás
E com ele fez um tijolo
Que era para ser da cor do barro.
Depois, desenhou uma camisa de xadrez
Que era para ter quadrados vermelhos
E pendurou-a num varal que saiu como um risco.

Como não há corda que não leve lençol
Desenhou um fantasma o gozar um Sol
Que era para ser amarelo.
Lembrou-se de um melro
De bico amarelo
E deixou-o em branco.
Como a paisagem tinha por fundo uma ria
Desenhou barcos
Que eram para ser azuis
Enfeitados com bandeirinhas
Que eram para ser vermelhas.
Colocou juncos, cordames e redes
Que ficaram pelos sombreados.
Farto de não encontrar cor
Nem mesmo para a Beatriz
Que andava por perto na apanha de bivalves
E tinha uma saia
Que era para ser verde
Trincou com raiva o lápis lilás
Como se faz a um chocolate
Comeu-o e disse:
Era uma vez um lápis
Que não me chateia mais!


(NaPoWriMo 2013, uma iniciativa da WordPress)

No comments: